>
 



"Qualquer que receber uma criança, tal como esta, em meu nome, a mim me recebe;"...Marcos 9:37a.

Apresentação:

    Segundo estudos e discussões sobre a missão da Igreja, tema debatido na Escola Dominical, um grupo de pessoas manifestou desejo de colaborar para que a nossa Igreja, além de evangelizar, pudesse lutar pela justiça na sociedade e demonstrar de maneira concreta o amor de Deus.
 
    Pensando nisto elaboramos o presente projeto que visa apresentar uma proposta pedagógica para ser aplicada às crianças e adolescentes da comunidade local embasada na doutrina cristã.

Problemas identificados:
 
    Um número grande de crianças em situação de vulnerabilidade, cujos pais e/ou responsáveis estão desempregados, ou trabalham, em muitos casos, deixando seus filhos na ociosidade e a mercê de pessoas inescrupulosas.
 
Justificativa:
 
    A educação é um processo contínuo de crescimento. Todos ensinam de uma forma ou de outra. É papel da Igreja acompanhar, facilitar, promover, guiar e ensinar (formal e informalmente) as pessoas em sua trajetória de vida (trabalho, escolha de amigos, profissão, casamento, aposentadoria, etc) principalmente na infância e juventude quando o processo de desenvolvimento da pessoa ainda não está completo.
 
    Infância e juventude são épocas de dúvidas e confusões diante das escolhas que devemos fazer, por isso é uma época que mais precisamos de orientação, apoio, aconselhamento.
 
    De que forma melhor poderemos contribuir para a formação de crianças e adolescentes, se não através de participação do dia-a-dia, em suas atividades, incutindo de forma subjetiva conceitos e valores? Deuteronômio 6:7-9 “Tu as inculcarás a teus filhos, e delas falarás assentado em tua casa, e andando pelo caminho, e ao deitar-te e ao levantar-te”.
 
    Em relação à vulnerabilidade juvenil, Ermelino Matarazzo fica em 2º lugar entre os distritos considerados mais vulneráveis. Necessitando assim de uma atuação pronta e eficaz.
 
    Frente ao exposto e confiando na capacidade de uma Igreja que lute por justiça social, invista no potencial do ser humano, e no trabalho de amor ao próximo, as pessoas que assinam este projeto se propõe a desenvolver o trabalho proposto com finalidade de abraçar a causa embasando-se nos Ensinamentos Bíblicos.
 
Objetivo:
 
• Criar espaço que promova convivência sócio-comunitária sadia e lícita, buscando garantir formação ética moral e espiritual das crianças independentes de sua formação religiosa.
 
• Diminuir a ociosidade das crianças.
 
• Visar a formação ética, moral e espiritual permitindo que a criança por si só através da educação e das oportunidades concedidas possa se tornar um cidadão de bem.
 
• Que os princípios aqui ensinados sejam levados para seu lar e para o meio em que vivem.
 
• Acolher e recepcionar as crianças que estejam interessadas em fazer parte do projeto.
 
• Facilitar a construção e ou recuperação de sua auto-imagem e seu crescimento pessoal, fortalecendo sua auto-estima.
 
• Auxiliar as crianças a descobrirem sua capacidade de viver em comunidade, descobrir seus dons e aptidões e valores éticos cristãos, inclusive amor ao próximo.
 
• Estabelecer conjunto de ações articuladas que permita a proteção integral das crianças.
 
• Promover o resgate dos vínculos familiares e comunitários.
 
• Trabalhar família e vínculos afetivos.
 
• Garantir a descoberta de potencial realizador e habilidades.
 
Estratégias:
 
1. Partir sempre das necessidades específicas das crianças, quanto as habilidades motoras e cognitivas, maturação pessoal, percepção, comunicação, expressão corporal e desenvolvimento sensório motor.
 
2. A aprendizagem.
 
3. Conceber o educador como capaz de produzir conhecimento sobre sua própria atuação.
 
4. Respeitar as diferenças individuais, estimulando os diferentes níveis de aprendizagem.
 
    Segundo Paulo Freire, a educação pode contribuir para que as pessoas se acomodem ao mundo em que vivem ou se envolvam na transformação dele. Assim, ao optarmos por uma educação transformadora, ela deve pressupor criatividade e reflexão sobre a realidade de modo a assumir o compromisso com a mudança.
 
    Ensinar com amor: Rubens Alves em “Conversas com quem gosta de ensinar” faz uma comparação entre educadores e professores e uma das diferenças é a paixão do educador; portanto, seremos educadores.
 
Recursos Necessários:
 
1. Pessoas envolvidas com objetivos do projeto e empenhadas em alcança-los.
 
2. Financeiros, através de verbas públicas e parcerias com ONGs e empresas privadas e a própria Igreja.
 
Cronograma das atividades:
 
    Auto-cuidado, Alimentação, Higiene pessoal, Higiene do Ambiente geral do projeto, Higiene Ambiental, Orientação Sexual, Prevenção ao uso de drogas lícitas e ilícitas, Auto-cuidado no trânsito e pedagogia.
 
Meta:
 
    O projeto tem como meta alcançar não apenas as crianças que estão diretamente envolvidas, mas também suas famílias e outras pessoas que convivem com elas.
 
                       
  Liderança   Corais   Ministérios   Ação Social  Semeadura  
                     
  Nossa Visão Conjunto Novo Viver   Casais   Capelania Hospitalar   Biblia on line  
  Conselho   Conjunto Perfeito Louvor    DAM - Dpto de Apoio ás Missões   Despertai   Ouvindo a Palavra  
  Junta Diaconal  Êxodus   Louvor e Adoração   Missão 180º   Palestras  
  Galeria de Oficiais   Simonton    MIDI - Integração Digital        Pastorais  
        Recepção e Integração        Fale Conosco  
                       
 
Todos os direitos reservados à Igreja Presbiteriana de Ermelino Matarazzo 
Rua Miguel Rachid, 280 - São Paulo - SP - CEP: 03808-130 
Tel: (11) 2546-3671/ 2546-0071